Para quem acha que o estudo de Língua Portuguesa é chato e cansativo, aí vai uma boa dica. Em Os humores da língua, o linguista e professor Sirio Possenti explora os aspectos linguísticos por trás das piadas, proporcionando ao leitor, ao mesmo tempo, diversão e reflexão no contato com nosso idioma.

Embora seja um livro de linguística, nele o linguista se dedica à descrição de piadas, mostrando como o jogo de palavras, o uso de figuras de linguagem e outros recursos podem fazer um texto simples ganhar um tom humorístico.

Abaixo algumas piadas retiradas do livro, entituladas pelo respectivo aspecto linguístico por trás de cada uma delas:

FONOLOGIA

– Sabe o que o passarinho disse pra passarinha ?

– Não.

– Qué danoninho ?

MORFOLOGIA

O Senna é um ás no volante.

LÉXICO

Um conhecido especulador da bolsa, também banqueiro, caminhava com um amigo na principal avenida de Viena. Quando passaram por um café, disse :

– Vamos entrar e tomar alguma coisa ?

Seu amigo o conteve : Mas, Herr Hofrat, o lugar esta cheio de gente !

DÊIXIS

Um casal de namorados olhando o céu, numa noite estrelada :

– Como nós somos insignificantes!

– Você e quem ?

SINTAXE

– Sua mãe tá aí. Você não vai receber ?

– Receber por quê ? Por acaso ela me deve alguma coisa ?

INFERÊNCIA

– Mamãe, que significa a expressão « os opostos se atraem » ?

– Significa que você vai se casar com uma mulher bonita, inteligente e de grande personalidade.

CONHECIMENTO PRÉVIO

– Sabe quais são as comidas preferidas do Collor ?

– Quais ?

– Antes das eleições, lula e truta. Depois das eleições, tubarão e polvo.

VARIAÇÃO LINGÜISTICA

Domingo à tarde, o político vê um programa de televisão. Um assessor passa por ele e pergunta :

– Firme ? 0 político responde :

– Não. Sírvio Santos.

ESCOPO

– Desculpe, querida, mas eu tenho a impressão de que você quer casar comigo só porque eu herdei uma fortuna do meu tio.

– Imagina, meu bem ! Eu me casaria com você mesmo que tivesse herdado a fortuna de outro parente qualquer !

MUDANÇA DE CENÁRIO

– Você tem aí quinhentos mangos pra me emprestar ?

– Não.

– E em casa ?

– Tudo bem, obrigado.

AMBIGÜIDADE

– A coisa que mais gosto de fazer é acordar cedo e apertar a campainha para chamar o criado… – O quê ? Você tem criado ?

– Não ! Criado, não. Eu tenho uma campainha…

Título: Os humores da língua

Autor: Sirio Possenti

Editora: Mercado de Letras

Ano: 1998

Páginas: 160

Comprar: Livraria Cultura

veja mais recomendações de livros em Leia língua

Anúncios

Deixe aqui seu comentário, crítica ou sugestão:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s