Nem mesmo o mais famoso escritor alemão, Johann Wolfgang von Goethe, teria sabido que palavras como “Ohrwurm”, “Fahrvergnügen” ou “Baggersee” existiriam um dia e que, além disso, ainda seriam “Exportschlager” (sucessos de exportação) da língua alemã. Elas mostram que outras línguas usam o alemão como fonte, quando falta conceito correspondente na própria língua.

E mais: o vocabulário ativo de um alemão seria calculado em cerca de 12 mil a 16 mil palavras. Mas sem problema, a maioria dos alemães entende até 50 mil palavras. O mais impressionante é a palavra “Grundstücksverkehrsge­nehmigungszuständigkeitsübertragungsverordnung” que poderia bater o recorde, com suas 67 letras. Um conceito da linguagem burocrática.

E ainda criam-se novos dialetos, principalmente  “Kiezdeutsch”, a linguagem multiétnica da juventude, uma fusão de vocábulos árabes e turcos com o alemão, surgindo assim novas palavras e expressões muito interessantes. Exemplo: “Lassma Viktoriapark gehen, Lan”.

Anúncios

Deixe aqui seu comentário, crítica ou sugestão:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s